Categorias
Porto Vinhos provados

Porto Quinta Dona Matilde Colheita 2013

Já não é novidade que gosto imenso dos vinhos da Dona Matilde, sejam eles brancos, tintos e Porto. E hoje fui presenteado com este Porto Colheita 2013.

Por vezes há momentos simples que são supremos, uma espécie de último reduto e nos transportam a uma natural elevação dos sentimentos.

Recebi umas nozes de Carrazeda de Ansiães e uma marmelada caseira, quis passar uns bons momentos e “juntei-lhes” o Porto Dona Matilde 2013. Pensei juntar um queijo mas achei que seria demais, não quis complicar a sobremesa.

Confesso, refresquei um pouco (não muito) o Vinho do Porto (gosto deles assim) e toda esta harmonização revelou-se exímia. Uma boa explosão de sabores na boca e a pedir por mais um copo, revelou uma dicotomia delicadeza/robustez primorosa, uma certa finura no estilo e bastante versátil.

Enchi novamente o copo, fui para poltrona e deixei-me estar assim, a sós.

Ricardo Soares

Categorias
Cervejas Noticias \ Personalidades Parcerias Uncategorized

Desarrolhar & Gulden Draak Bierhuis

É com muito orgulho que o Desarrolhar anuncia uma nova parceria, desta vez com a Gulden Draak Bierhuis, e partilha convosco um desconto especial de 10% em todos os produtos.

Esta promoção é válida em loja online – https://guldendraak.pt

Encomenda as tuas cervejas com o código – DESARROLHAR – e obtém o desconto de 10% em todos os artigos.

Trata-se do primeiro bar de cerveja Gulden Draak em Portugal (e o segundo do mundo), com uma dúzia de referências de pressão artesanal e mais de duas centenas em garrafa, disponíveis no site online.


Embora a maioria das cervejas sejam de origem belga ali também se encontram produções alemãs, inglesas, americanas e portuguesas.

Agora não há desculpas para beber as melhores cervejas do mundo…

Juntos seremos mais fortes!

Desarrolhar & Gulden Draak Bierhuis

Categorias
Cervejas Desgarfar

A minha última refeição

Se eu fosse um prisioneiro no corredor da morte e me fosse dado a escolher a última refeição escolheria algo do menu do Mimo´s Smoke House, sito em Braga, acompanhado por umas cervejas.

Por exemplo, desta vez iniciei com um “Pulled Pork no Nosso Pão”, composto por carne de porco defumada, uma receita tradicional americana, o Pork Shoulder vai ao defumador a carvão e lenha durante aproximadamente 8 horas. Caramba, indescritível todo aquele sabor conjugado com a gordura e temperos da carne. Suculento e irrepreensível.

De permeio um “Brisket no Nosso Pão”. Composto por Carne de vitela “Brisket Beef Smoked”, 12 horas no defumador que dão como resultado um sabor e textura inigualável, numa receita original de Austin, Texas. Não é para todos, converter o músculo mais rijo numa carne tenra e macia. Na perfeição, a desfazer-se na boca. No ponto.

Para terminar uma Baby Back Ribs, costelinhas onde os ossos saem limpinhos e um sabor único junto com a textura que se desfaz na boca, suculento, com um picante saboroso e bastante equilibrado.

Carnes defumadas acompanhadas de salada coleslaw, batata doce frita e batata rústica, pickles e pão receita original. Devo dizer, o pão que acompanha as carnes é puramente único, com miolo fofo, a marcar a sua presença e a envolver o q.b. a carne e um exterior crocante.

Nestes casos optei por não adicionar molhos, nem queijos ou outros extras. Pessoalmente, hoje, quis apenas a unicidade do pão e a presença genuína da carne com os seus temperos.

A acompanhar, umas cervejas, La Trappe Quadrupel e Kwak.

Comer com as mãos, lamber os dedos e beber umas cervejas! (Nada de tretas dos vinhos caros nem a merda dos descriptores)

Sem dúvida, seria esta a minha última refeição. Iria consoladinho da vida…nem a morte me tiraria esta satisfação.

Ricardo Soares

Categorias
Moscatel Porto Vinhos provados

Acabamentos Finais

Já diz o provérbio: Começado e não acabado, vale por estragado.

Neste caso “c’est fini”.

Tem sido uma espécie de monólogo íntimo beber estes dois vinhos. Devagar, sem demoras…sozinho. Até ao fim.

Já é demais sabido que não partilho vinho com quem não conheço. Apenas com a esposa, amigos mais íntimos e alguma família mais próxima, alguns produtores e enólogos. E querem saber uma coisa? Que bem que me sabe assim…

Não me junto com grupos de bebedores nem com confrades de boca sedenta e pingada. Faz-me confusão ajuntamentos muitas vezes sem o mínimo de sabedoria.

Relativamente aos vinhos em questão, o moscatel fui bebendo durante meio ano, o Porto durou cerca de um mês. Fui harmonizando com queijos, tartes de amêndoa, crumble de maçã, mousse de manga, frutos secos, torta de laranja e pouco mais (não sou muito dado a doces), finalizava com café…mas a maioria das vezes foi a solo, pela noite dentro…com a peste a deambular nas ruas!

Ricardo Soares

Categorias
Artigo de opinião

Vinhos da Net

Há uns tempos um muito pequenino grupo de pessoas – uns com terceiras intenções, outros invejosos, outros porque deixei de comprar ou frequentar os seus espaços – acusaram-me de retirar vinhos da net para posterior publicação em grupos de Facebook ou blog.


Pois bem, nada mais acertado, efectivamente quase só compro vinho online, portanto, retirados da Internet. Algumas vezes directamente a produtores ou presencialmente em garrafeiras. Por exemplo, adoro imenso a Garrafeira do Jofre, na Maia. Mas 80% das compras são, como dizem os famigerados, da internet.

Como tal, publico para vosso entretenimento os sites online muito bons onde costumo comprar:

https://garrafeiratiopepe.pt
(se usarem o meu código TPDES têm 10% de desconto em todas as compras)

https://www.garrafeiranacional.com

https://www.garrafeiracampodeourique.pt

https://www.garrafeiraestadodalma.pt/

https://osgoliardos.com/pt

https://www.niepoort-projetos.com

https://www.bodeboca.pt

https://www.elsumiller.es

https://www.gourmethunters.com

https://www.decantalo.com

https://www.lavinia.fr

https://lacavedusenat.com/fr

https://www.caves-legrand.com

https://nysa.fr/

Entre outros, pontualmente…

Estejam sempre atento às promoções!

Comprem muito vinho…

Abreijos

Ricardo Soares