Quando eu era puto não gramava batatas cozidas com bacalhau, a birra era tanta que a minha mãe teve de arranjar uma solução para me fazer calar. Pegava em tudo o que estava no meu prato e partia as batatas aos cubos, desfiava o bacalhau e salteava tudo na frigideira com um pouco de azeite, alho, pimenta, louro e um ovo batido por cima, finalizava com salsa. Uma espécie de bacalhau à Brás feito à última hora. Era a única forma de me alegrar quando o repasto era batatas cozidas com bacalhau. Hoje bateu-me a saudade e repliquei o mesmo tal e qual como ela fazia… Para não pensarem que estraguei bacalhau, até porque já gosto de um bom lombo de bacalhau cozido, para este prato usei o rabo e a badana.
Espero que a minha filha goste de batatas cozidas com bacalhau e não me faça o mesmo que eu fiz à minha mãe porque isto dá uns trabalhos dobrados…
Para acompanhar uma broa caseira e um Cava Brut Vintage 2009. Este Cava consegui comprar algumas garrafas por 5€ no E.Leclerc, escoamento de stock, e apresentou-se em muito boa forma e com vida pela frente, boa acidez e bolhas finas. Fez jus ao prato da minha infância…penso que a minha mãe iria gostar desta combinação mas a pandemia ainda não permite os convívios que todos ansiamos e desejamos.

Ricardo Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.