Há uma sobremesa que a minha mãe sempre fez bem, o pudim francês. Todo ele transborda textura, cremosidade, equilíbrio, frescura, doçura no ponto…adoro!

Uma receita que já vem da minha avó, muito simples: 1 quartilho de leite, 11 gemas de ovo, 1 ovo inteiro, 12 colheres de sopa de açucar, 1 casca de limão (sem a parte branca), 1 pau de camela, 1 cálice de Vinho do Porto, 3 colheres sopa rasas de farinha maizena. Obviamente que a minha mãe tem o ingrediente secreto dela… (se a confraria do vinho do Porto soubesse atiçavam-lhe os cães).

Para o caramelo, nada que saber: 8 colheres de sopa de açúcar e 3 colheres sopa de água

Levar a cozer em banho maria, com água até metade da forma, cerca de 50 minutitos. Desenformar só quando completamente frio.

Por favor, coloquem-me só este pudim da minha mãe e a minha aguardente caseira!

Neste momento em isolamento, devido ao covid, o pudim feito pela minha mãe é uma miragem.

A aguardente ainda tenho uns bons litros…esta tem o meu suor.

Fiquem bem!

Ricardo Soares

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *